A cafeína e o seu papel de “queima gordura”

De momento, muitos produtos de emagrecimento ou complementos incluem na sua composição cafeína, atribuindo à mesma um potente efeito para “queimar gordura”.

O argumento principal utilizado por este tipo de produtos de consumo oral ou de uso tópico é que a cafeína activa a lipólise ou a degradação de lípidos no organismo. Se este fundamento fosse verdadeiro, pois então a cafeína contribuiria fortemente para os planos de emagrecimento.

Não obstante esta “fama” adquirida pela cafeína, a sua postura perante o metabolismo das gorduras está colocada em questão. Por um lado, alguns estudos observaram após o consumo de cafeína um aumento dos ácidos graxos na corrente sanguínea o que confirmaria a sua participação na oxidação das gorduras.

No entanto, existem também investigações que contrastam com as anteriores e que demonstraram que ainda que a cafeína incremente a transformação de gordura em ácidos graxos, estes últimos não sofrem uma maior oxidação, e por isso, não aumenta a utilização destas substancias como suplemento energético das células.

Assim, as conclusões que se podem tirar acerca do papel de “queima gorduras” da cafeína são poucas. É limitado o que se conhece acerca da cafeína e da sua participação no metabolismo das gorduras.

O consumo limitado de cafeína não supõe efeitos adversos, no entanto recomenda-se cuidado no seu consumo em pessoas mais susceptíveis a esta substancia. O recomendado é não beber mais de 2 ou 3 cafés por dia ou limitar-se a ingerir 300 mg de cafeína por dia.

Agora bem, também se deve considerar o efeito da cafeína proveniente de outros produtos como cápsulas, comprimidos, bebidas energéticas, entre outros que podem aumentar consideravelmente os níveis de cafeína e levar a ultrapassar a dose diária recomendada e considerada como segura.

As principais fontes de cafeína são o café e o chá.

Aproximamo-nos da primavera e vemos cada vez mais publicidade a prometer perder peso. Mas cuidado, não nos deixemos enganar, assim como sucede com a cafeína, existem muitas outras substancias que se consideram mágicas na hora de vender um produto que ajudará a estar em forma e a perder peso.

É imprescindível informarmo-nos a seu respeito e saber que o que é esse produto, alimento ou medicina que estamos para comprar. Não esqueçamos que, lamentavelmente, primeiro estão os interesses comerciais. No entanto para nós, o principal deve ser a nossa saúde.

Advertisement

Sem comentários.

Deixe o seu comentário